A Cosmologia segue os passos do filósofo Karl Marx

Mario Novello, publicado no Jornal do Brasil em 29/11/2018 De tempos em tempos, acontece uma revolução na ciência, alterando suas perspectivas e sua descrição do mundo. Tal mudança decorre da própria atividade cientifica, mas sua verdadeira natureza e o seu alcance serão compreendidos somente mais adiante quando a base que sustenta a estrutura da nova…

Contra a praxeologia, a favor da ciência

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart Eu não concordo com a praxeologia, método criado por Ludwig von Mises para derivar o fundamento da ciência econômica (e quiçá de todas as ciências humanas) e os “teoremas” desta a partir do axioma da ação humana. O livro-referência é o “Ação Humana“, de Mises. Aqui…

Por que o ateísmo é uma crença?

Gregory Gaboardi 1. Introdução A pergunta “ateísmo é crença?” confunde muita gente, mas é importante tentar respondê-la porque não há como discutir o ateísmo sem saber o que ele é. Começarei pelos argumentos que defendem que o ateísmo não é crença. Após mostrar as falhas desses argumentos me aprofundarei na noção de crença (através da…

Um argumento cosmológico para a inexistência de deus

Gabriel Brasileiro (br) Índice: 1. Introdução: ao que tudo indica, o Universo teve uma origem2. O começo do desafio ao teísta3. O que é causa: recorrendo ao velho Hume4. O início da busca pela definição perdida4.1. A primeira chance: a causalidade contrafactual 4.2. O recurso a uma segunda chance: a causalidade simultânea4.3. Mais um recurso:…

Vida e mente como sistemas físicos

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart Paul M. Churchland, um proeminente filósofo da mente, em seu livro “Matéria e Consciência”, questiona uma concepção muito comum, segundo o qual existem dois abismos na natureza, com os quais a evolução teria de lidar: “o abismo entre a não-vida e a vida, e o abismo entre…

O que a consciência experiencial dos qualia pode trazer de novo ao conhecimento?

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart A ideia central do chamado dualismo de propriedade é que os qualia, isto é, as experiências qualitativas, não são redutíveis a propriedades físicas ou propriedades funcionais (HILL, p. 49). Ainda que os qualia estejam associados a várias formas de atividade cortical no cérebro, a relação é metafisicamente contingente: “a…

A antropologia do funk: a cultura da sociedade comercial

Por Sávio Coelho Baile, festa, balada, rave, farra, som das quebradas. Todas expressões populares para expressar o som álacre e o ritmo sensual das festividades do funk nacional. Todas carregadas da mesma energia vital que permeia o sentido social da palavra funk. O funk é uma expressão do jeito brasileiro de ser, captura sua energia, seu…

A onipresença eco-comportamental da violência nas resistências de grupos

Após a eclosão dos protestos nos EUA devido ao assassinato de George Floyd, eclodiu também na internet calorosos debates sobre a legitimidade e eficácia desse tipo de protesto, caracterizado pelo uso generalizado da violência. Contudo, o termo “violência” vem sendo utilizado de forma pouco precisa, uma vez que essa palavra, no debate público, é imediatamente…

Teste do agente invisível: o suicídio comportamental do Ocidente

A prevalência de valores individualistas ou coletivistas nas culturas pode estar relacionada ao nível de suscetibilidade a surtos de doenças infecciosas em diferentes sociedades. Dados epidemiológicos sugerem que regiões com prevalência de comportamentos coletivistas, isto é, comportamentos com maior grau de conformidade, estão mais propensas à inibição de surtos. Ora, na medida que agentes sociais possuem maior…