A Cosmologia segue os passos do filósofo Karl Marx

Mario Novello, publicado no Jornal do Brasil em 29/11/2018 De tempos em tempos, acontece uma revolução na ciência, alterando suas perspectivas e sua descrição do mundo. Tal mudança decorre da própria atividade cientifica, mas sua verdadeira natureza e o seu alcance serão compreendidos somente mais adiante quando a base que sustenta a estrutura da nova... Continuar Lendo →

Questões de gênero e tabus sexuais

Por Murilo Azevedo Recentemente, a transexualidade voltou ao debate público quando a cantora Marília Mendonça fez uma piada em sua live envolvendo mulheres transexuais. Isso repercutiu na internet e influenciadores começaram a se manifestar, dentre eles, Felipe Neto. Por seu grande alcance, ao fazer considerações sobre a transexualidade, a postagem de Neto ampliou o campo... Continuar Lendo →

Contra a praxeologia, a favor da ciência

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart Eu não concordo com a praxeologia, método criado por Ludwig von Mises para derivar o fundamento da ciência econômica (e quiçá de todas as ciências humanas) e os “teoremas” desta a partir do axioma da ação humana. O livro-referência é o “Ação Humana“, de Mises. Aqui... Continuar Lendo →

Big Data e Supercomputadores: Fundamentos do cibercomunismo

Autor: Paul CockshottTradutor: Diego Sestito Essa é uma tradução do artigo “Big Data and Super-Computers: foundations of Cyber Communism” do cientista da computação e marxista escocês Paul Cockshott. O artigo original pode ser lido aqui:Artigo original Eu estarei elaborando as seguintes teses: A inabilidade do socialismo do século XX avançar para o comunismo, levou a crise... Continuar Lendo →

Por que o ateísmo é uma crença?

Gregory Gaboardi 1. Introdução A pergunta “ateísmo é crença?” confunde muita gente, mas é importante tentar respondê-la porque não há como discutir o ateísmo sem saber o que ele é. Começarei pelos argumentos que defendem que o ateísmo não é crença. Após mostrar as falhas desses argumentos me aprofundarei na noção de crença (através da... Continuar Lendo →

Um argumento cosmológico para a inexistência de deus

Gabriel Brasileiro (br) Índice: 1. Introdução: ao que tudo indica, o Universo teve uma origem2. O começo do desafio ao teísta3. O que é causa: recorrendo ao velho Hume4. O início da busca pela definição perdida4.1. A primeira chance: a causalidade contrafactual 4.2. O recurso a uma segunda chance: a causalidade simultânea4.3. Mais um recurso:... Continuar Lendo →

Dark: filosofia, ciência e entretenimento

Por Júlio Cesar da Silva Vamos falar de Dark, série da Netflix que encerrou neste mês sua jornada por três temporadas, várias décadas e mundos. SEM SPOILERS A série nos entrega um final que considero consistente, trabalhando não somente as consequências da viagem no tempo mas os entrelaçamentos (Quânticos?) das relações humanas. Li e concordo... Continuar Lendo →

Vida e mente como sistemas físicos

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart Paul M. Churchland, um proeminente filósofo da mente, em seu livro “Matéria e Consciência”, questiona uma concepção muito comum, segundo o qual existem dois abismos na natureza, com os quais a evolução teria de lidar: “o abismo entre a não-vida e a vida, e o abismo entre... Continuar Lendo →

O que a consciência experiencial dos qualia pode trazer de novo ao conhecimento?

Valdenor BritoEm Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart A ideia central do chamado dualismo de propriedade é que os qualia, isto é, as experiências qualitativas, não são redutíveis a propriedades físicas ou propriedades funcionais (HILL, p. 49). Ainda que os qualia estejam associados a várias formas de atividade cortical no cérebro, a relação é metafisicamente contingente: “a... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑